Agência Minas Gerais | Parque Estadual do Rio Doce inaugura exposição de fotografias em comemoração aos 80 anos

Para celebrar os 80 anos de criação do Parque Estadual do Rio Doce (Perd), foi inaugurada uma exposição autoguiada, com 23 fotografias emblemáticas do parque, que destacam a biodiversidade, os recursos naturais, a infraestrutura e os valores fundamentais que orientam a unidade de conservação mineira. A mostra está disponível, de 13/5 a 13/6, no Shopping Vale do Aço, em Ipatinga.

A exposição, com entrada gratuita, é realizada por meio de Termo de Parceria celebrado entre o Instituto Estadual de Florestas (IEF) e Instituto Ekos Brasil, e conta também com o apoio do Shopping Vale do Aço.

“A ideia da exposição surgiu como forma de apresentar à população quais são os seus recursos e valores fundamentais, ou seja, os motivos que tornam o Parque um lugar único e que deve ser conhecido. Além disso, em 2024, o Parque comemora 80 anos, portanto, convidamos a sociedade a conhecê-lo e a se orgulhar do maior remanescente de Mata Atlântica do estado de Minas Gerais”, ressaltou o coordenador técnico do Instituto Ekos Brasil, Lucas Milani.

A exposição marca o início das atividades de comemoração dos 80 anos do Parque Estadual do Rio Doce junto à sociedade. “Desvelar os encantos da natureza que pulsa no Perd é a tônica da exposição no Shopping Vale do Aço. Nosso Parque é fonte de riquíssima de biodiversidade, o que revela à comunidade que o Vale é muito além do Aço e também tem por vocação a proteção do maior fragmento contínuo de Mata Atlântica de Minas Gerais. É momento do Vale do Aço resignificar sua relação com o Parque e sua valorização perpassa por conhecê-lo. Vamos aonde o povo do Vale está para apresentá-lo a todos”, comenta o gerente do Parque Estadual do Rio Doce, Vinícius de Assis Moreira.

A Unidade de Conservação

Criada em julho de 1944, a Unidade de Conservação é a mais antiga do Estado de Minas Gerais e uma das primeiras do Brasil. Protetora da Mata Atlântica, a área é um rico ambiente de pesquisa e estudo a respeito da biodiversidade e ecossistemas. Localizado nos municípios de Marliéria, Timóteo e Dionísio, o Parque Estadual do Rio Doce conta com 36 mil hectares e mais de 40 lagoas em seu território e está aberto à visitação, proporcionando oportunidade de lazer e recreação aos visitantes, além de uma reconexão com a natureza por meio do contato com a flora, fauna e seus lagos naturais de água doce. O parque possui o terceiro maior complexo de lagos do país.

A UC conta com infraestrutura composta por centros de pesquisas e treinamento, viveiro de produção de mudas nativas, herbário de espécies da Mata Atlântica, alojamentos abertos para visitantes e pesquisadores, área de camping, centro de visitantes, restaurante, mirante e quiosques, trilhas e travessias.

O local possui trilhas adequadas para as mais diversas idades, observação da vida silvestre, contemplação da natureza, passeios de barco e pedalinho e atividades de pesca esportiva. Além das atividades de lazer, o Perd ainda é palco de festivais e eventos culturais.