Funjope encerra programação de aniversário da Companhia de Dança com apresentação nesta sexta-feira

A Fundação Cultural de João Pessoa (Funjope) realiza, nesta sexta-feira (10), uma programação especial em comemoração ao aniversário de três anos da Companhia Municipal de Dança. O evento, que inclui uma mostra de vários espetáculos já apresentados pelo grupo nesse período, acontece no Teatro Paulo Pontes, do Espaço Cultural José Lins do Rego, a partir das 19h.

O diretor executivo da Funjope, Marcus Alves, relata que a equipe preparou um momento muito especial para a Companhia Municipal de Dança de João Pessoa. “Nós criamos a Companhia em plena pandemia, por meio de um edital público de seleção de bailarinos e bailarinas, selecionamos profissionais extremamente competentes que vêm se dedicando e se apresentando de maneira muito forte e bonita na nossa cidade, no Estado e em vários lugares do país. A Companhia de Dança é um dos nossos mecanismos de estímulo à dança na cidade”, afirmou.

Ele observa que esse trabalho conta com outros parceiros. “Os próprios estúdios de dança da cidade, coletivos que queremos ver fortalecidos, estimulados. Nós já fizemos três mostras de dança exatamente com a participação de todos esses sujeitos, protagonistas da dança no município de João Pessoa e agora é o momento de celebrar a existência da Companhia criada pelo nosso prefeito Cícero Lucena em 2021, assim que tomamos posse”, lembra o diretor.

Marcus Alves ressalta que a Companhia de Dança tem história. “Agora é o momento de comemorar e, sobretudo, valorizando e agradecendo a toda a equipe da Companhia que tem feito um trabalho de excelência”, elogia.

Para Stella Paula Carvalho, que está à frente da Companhia Municipal de Dança de João Pessoa, o momento é de muita alegria. “É uma felicidade grande estar comemorando esses três anos e em grande estilo. Ainda não tínhamos parado para realizar um espetáculo só nosso e conseguimos uma pauta agora em parceria com a Funesc. Estamos conseguindo trabalhar a dança em vários polos em João Pessoa”, pontua.

Ela conta que o grupo preparou uma comemoração bem especial. “Era o nosso sonho fazer uma apresentação no teatro exclusivamente da Companhia para mostrar o trabalho incrível que esses bailarinos fazem, inclusive ressaltando todos os festivais competitivos nos quais nos inscrevemos”, comenta.

Espetáculo – A programação desta sexta-feira acontece em três atos. No primeiro, será apresentado o ballet clássico de repertório, com solos de repertório e pas de deux dançados por um casal de bailarinos. São cinco solos e dois pas de deux na primeira parte.

O segundo ato vai ficar com o trabalho Cordel. “Fizemos um resumo desses três anos de Companhia, mas os números do primeiro ato ainda não havíamos apresentado. Já o Cordel é um resumo de um espetáculo que estreamos ano passado e apresentamos com o ballet de teatro Guaíra, que se apresentou em João Pessoa”, lembra Stella Paula.

O terceiro ato traz coreografias soltas de jazz e contemporâneo de vários coreógrafos convidados, a exemplo de Lucas Mendes e Evana Arruda. A apresentação termina com o jazz tupiniquim, que foi a última coreografia do espetáculo Poesia do Som, o primeiro da Companhia de Dança, que falou sobre Sivuca.

“Estamos com grandes expectativas. Tivemos uma vasta programação, vários dias de oficinas abertas ao público com aula de ballet clássico, jazz dance e danças urbanas. Além disso, nesta sexta, a apresentação da Companhia de Dança com duas sessões, uma à tarde para as escolas da rede pública e privada e, à noite, com evento aberto ao público em geral”, completa Stella Paula Carvalho.