Prefeitura implode edifício do antigo Clube dos Portuários, na Avenida Francisco Bicalho – Prefeitura da Cidade do Rio de Janeiro

Esta é mais uma etapa de uma série de demolições de imóveis na avenida – Beth Santos/Prefeitura do Rio

A Prefeitura do Rio realizou, neste domingo (28/4), a implosão de um dos prédios do antigo Clube dos Portuários, na Avenida Francisco Bicalho. Esta é mais uma etapa de uma série de demolições de imóveis na avenida iniciadas no mês passado, um compromisso do município com a Caixa Econômica Federal, que recebeu os terrenos como parte da modelagem econômica que financiou a Operação Urbana Porto Maravilha. Com o avanço nos últimos anos de empreendimentos residenciais nos bairros da Saúde, Gamboa e Santo Cristo, na Zona Portuária, onde o fundo imobiliário do banco já negociou a maioria dos terrenos, agora a revitalização avança para a Zona da Leopoldina, no bairro de São Cristóvão.

O imóvel tem mais de 30 mil m² e a área da implosão tem cerca de 1.500 m² em prédio de 19 metros de altura. O local estava abandonado há mais de 10 anos e foi integrado ao patrimônio do fundo de investimento imobiliário administrado pela Caixa em 2014. Foram necessários 75 quilos de explosivos distribuídos em 554 pontos para derrubar a estrutura.

Galeria de fotos: confira os momentos da implosão do prédio do antigo Clube dos Portuários

Desde o fim de março a Prefeitura iniciou a demolição de outros imóveis desocupados no eixo da Avenida Francisco Bicalho, trabalho este que deve seguir ao longo dos próximos meses. Além disso, desde fevereiro a Companhia Carioca de Parcerias e Investimentos (CCPar) faz obras de reurbanização na avenida com renovação de calçadas, paisagismo, reforma da passarela em frente à estação Barão de Mauá e recapeamento do asfalto.

– Queremos inverter a lógica da cidade. Temos uma área central com oferta de transporte abundante, hospitais, escolas, infraestrutura pronta e com serviços públicos já sendo prestados. Então essa é a área ideal da cidade para ocupar. É um processo que leva tempo. O Porto Maravilha já é um sucesso, o Reviver Centro, temos iniciativas culturais do Reviver Centro Cultural. É um momento muito especial de recuperação do Centro. O Rio passa a ser uma cidade referência, mundial até, na revitalização de áreas centrais – afirmou o prefeito Eduardo Paes, ressaltando que o papel do governo é dar as condições para que seja interessante para a iniciativa privada investir.

As demolições fazem parte de esforços da Prefeitura para amplificar o desenvolvimento da Região Portuária, criando uma espiral positiva de ocupação urbana na direção do bairro de São Cristóvão. Em fevereiro deste ano, foi inaugurado na região o mais novo terminal integrador da cidade, o Terminal Intermodal Gentileza, que ampliou as oportunidades de conexão de transporte de alta capacidade para o carioca, facilitando a circulação entre as zonas Norte, Oeste e Central da cidade.

Também em fevereiro, a Prefeitura fechou acordo com o Governo Federal para aquisição da antiga estação Barão de Mauá. O complexo contará não só com a restauração do prédio histórico, mas também com a construção de um centro de convenções; a criação da Cidade do Samba 2, que abrigará os barracões das escolas de samba da Série Ouro; e a construção de um condomínio com habitação de interesse social.

Ainda neste contexto, em dezembro do ano passado foi sancionada a Lei Complementar nº 267/2023, que incluiu o bairro imperial de São Cristóvão na Área de Especial Interesse Urbanístico do Porto Maravilha. Com a expansão desta área, cria-se grande potencial para empreendimentos com a possibilidade de acréscimo de gabarito com uso dos Certificados de Potencial Adicional de Construção (Cepacs) em São Cristóvão. Desde 2021, mais de 9,1 mil novos apartamentos foram lançados no Porto. Nos próximos anos são esperados mais de 27 mil novos moradores na região, o que representa um aumento de 90% na população atual da região.

Categoria:

  • 28 de abril de 2024
  • Marcações: Avenida Francisco Bicalho Clube dos Portuários Implosão Operação Urbana Porto Maravilha Prefeitura do Rio