Tardezinha Inclusiva promove atividades culturais e artísticas para crianças autistas e suas famílias

Um local livre de preconceito e de rótulos. Foi assim que Adiana Faustino, mãe de uma criança autista definiu a 29ª edição da ‘Tardezinha Inclusiva – Somos Capazes’, realizada pela Prefeitura de João Pessoa por meio da Fundação Cultural (Funjope). Criado com o objetivo de promover a inclusão através da arte e da cultura, o projeto realizado no Centro Cultural de Mangabeira reuniu crianças e ofereceu atividades culturais, apresentações artísticas e muitas brincadeiras na tarde deste domingo (29).

Adiana e seu filho Antônio, de 8 anos, que é acompanhado pelo Centro de Referência Municipal de Inclusão para Pessoas com Deficiência (CRMIPD), participaram pela primeira vez do projeto. Enquanto ele se encantava com a piscina de bolinhas, Adiana observava de perto, brincando e dançando com outras mães de crianças atípicas.

“É muito bacana este projeto porque é um momento que a criança está se divertindo, socializando. E para nós mães também é importante pois nos sentimos à vontade, acolhidas. Aqui todas as mães sabem as dores das outras, então não nos sentimos excluídas ou vendo olhares de pena. Lá fora é assim que nos sentimos, vemos a exclusão e preconceito”, disse.

A 29ª edição fez alusão ao mês de visibilidade do autismo, Abril Azul, estabelecido pela Organização das Nações Unidas (ONU). Além da Funjope, também participam da idealização e realização do projeto a Associação Paraibana de Autismo (APA) e Turma Tá Blz. Durante toda a tarde, também são oferecidos serviços como assistência psicopedagógica, jurídica e social.

“Nós tínhamos a necessidade de realizar um tipo de ação que promovesse a inclusão de pessoas com deficiência por meio da arte e da cultura. E há dois ano e cinco meses estamos desenvolvendo o Tardezinha Inclusiva, que foi, inclusive, o principal motivo para o prefeito Cícero Lucena ganhar, no mês passado, o Prêmio Orgulho Autista Brasil, destacando a importância e relevância deste projeto em João Pessoa”, afirmou o diretor executivo da Funjope, Marcus Alves.

A Tardezinha Inclusiva contou com a apresentação do Michael Jackson Cover e da Banda Tuareg’s como presente pata as mães, em alusão ao dia em homenagem a todas elas, no próximo dia 12. Também teve a participação da Turma Tá Blz, com Nik Fernandes e DJ Jhony Fernandes, além da magia da Lilo e do Stitch, do Pocoyo, do Sonic e dos palhaços Baba Baby e Kika. Também na programação, Luis Felipe xoko John Smith e Eliza colo Pocahontas e apresentações musicais de Lucas e Rodriguinho.

“Esse projeto é importante para a sociedade como um todo. A gente recebe a criança autista, mas também vem a sua mãe, o irmão que não é autista os amigos, e também muitas famílias carentes que trazem seus filhos mesmo sem ser autistas. A inclusão só acontece quando se coloca no mesmo espaço todas as crianças para conviver nesta terapia cultural, pois entendemos a cultura como o maior aliado para o desenvolvimento”, afirmou Nik Fernandes.