Secretaria de Educação abre matrículas para nova escola no bairro Muçumago com 800 vagas 

Atendendo a uma demanda das famílias que tinham os filhos fora das salas de aula ou em unidades educacionais distante de suas casas, a Prefeitura de João Pessoa, por meio da Secretaria de Educação e Cultura de João Pessoa (Sedec-JP), abriu inscrições na nova Escola Municipal Professor Abraão Alves de Carvalho para atender cerca de 800 alunos do Pré I (Educação Infantil) ao Ensino Fundamental II. A escola fica na Rua Pitombeira, Muçumago. As matrículas são feitas de forma presencial na própria unidade de ensino.  

“A gente, em primeiro lugar, abriu uma frequência on-line. Através desse instrumento de inscrição a gente viu que tínhamos uma demanda de 800 alunos que não conseguiram vagas em nossas unidades. Tínhamos também os pais reclamando que tinham conseguido vagas distantes do bairro que moravam. A gente foi buscar um espaço e graças a Deus achamos um que tem tudo a ver com a escola. Tem uma área de lazer para a meninada, tem os banheiros adequados, tem recreio coberto, enfim. Abraão Carvalho, que dá nome a unidade de ensino, foi um grande professor que ajudou muito a rede municipal da Capital”, explicou a secretária da Sedec, América Castro.  

A secretária também tranquilizou as famílias devido as aulas iniciarem após o início do ano letivo. “Eu sempre gosto de dizer que os pais não se preocupem porque está começando mais tarde. O tempo pedagógico de 800 horas será respeitado, sem dúvida nenhuma. Começa um pouquinho mais tarde, termina um pouquinho mais tarde, mas as crianças não terão perda em relação a aprendizagem”, disse ela.  

Mariana Gomes Ferreira, mãe de João Guilherme, 6 anos, faz parte desse grupo de mães que estava com o filho em escolas longe de casa. “Para a gente foi muito importante a implantação dessa escola. Não tinha aqui por perto, era tudo longe. Inclusive, no meu caso, eu tive que levar o meu filho para morar com a avó dele porque eu não tinha condição de pagar uma pessoa para deixar ele na escola. Agora eu vou poder trazer o meu filho para perto de casa. Então, para a gente foi muito importante. Me salvou e salvou e salvou várias mães aqui por perto”, reconheceu Mariana Gomes.  

Documentação – No ato da matrícula pai, mãe ou responsável deverá levar uma cópia do RG e CPF do estudante e do responsável; certidão de nascimento do aluno; comprovante de residência; NIS do estudante (se receber bolsa família); cartão do SUS; uma foto 3×4; declaração ou histórico escolar para alunos de outra escola; e laudo médico caso o estudante seja especial.  

“As famílias estão em uma grande expectativa. As escolas estão chegando ainda mais próximo das suas residências, porque até então algumas crianças aqui não estavam fora da escola, mas estavam estudando em lugares muito longe como o bairro Mangabeira, por exemplo, e até no bairro da Torre. Já temos mais de 500 matrículas efetivadas”, disse a supervisora escolar, Laísa Fernanda Santos de Farias.