Público prestigia Orquestra Sinfônica e aplaude concerto de pé

O público lotou o Centro Cultural São Francisco, na noite desta sexta-feira (5), para assistir ao concerto da Orquestra Sinfônica Municipal de João Pessoa (OSMJP). Sob a regência do maestro Nilson Galvão, obras do compositor alemão Felix Mendelssohn e do italiano Ottorino Respighi foram executadas pelos músicos e musicistas, entregando às pessoas interpretações perfeitas.

“É sempre muito gratificante para nossa equipe da Funjope realizar o concerto da Orquestra Sinfônica Municipal pela qualidade dos nossos músicos, das musicistas, pela grandiosidade com que eles se entregam ao concerto sob a regência do maestro Nilson Galvão”, declarou o diretor executivo da Funjope, Marcus Alves.

Ele observou que tudo favorece ao desenvolvimento da Orquestra no Museu de São Francisco. “Temos um público já consolidado. O morador de João Pessoa ou o turista que nos visita abraçam essa ideia da música instrumental clássica, a música de qualidade executada pela Orquestra. Só temos que agradecer a todos os profissionais envolvidos, ao Padre Marcondes Meneses pela acolhida ao nosso projeto”, disse.

Marcus Alves observou ainda que, até mesmo nos ensaios da Orquestra, há a presença de público durante as manhãs. “É um público que fica na igreja escutando a boa música. Isso é fundamental para a vida das pessoas e para levar mais vida para o nosso Centro Histórico. Realmente, é muito gratificante”, acrescentou.

O estudante Alexandre Conserva afirmou que sempre acompanha os concertos da Orquestra Sinfônica de João Pessoa. “Acho que é um momento muito engrandecedor, agrega conhecimentos novos e, mesmo vindo várias vezes, a experiência sempre é única através das canções, dos músicos”, pontuou.

“Eu acho super interessante o concerto. Nós precisamos ter essa cultura mais frequente para que participemos e possamos absorver, que isso faça parte da nossa cultura como cidade, como região”, destacou a doula Cristiane Kelly Sousa Soares.

“É uma parte importante para retrazer a história, dar uma oportunidade a quem não teve acesso à cultura clássica, à cultura dos povos nobres, e trazer isso à população de uma maneira aberta e com uma comunicação com o público é muito importante”, declarou Diego Júnior, pesquisador de cultura e diversidade, que assistiu ao concerto pela primeira vez.

Janaína de Oliveira, cuidadora de crianças autistas, também aplaudiu a iniciativa da Funjope de realizar um concerto mensalmente em João Pessoa. “Acho que esses eventos são de suma importância para também atrair turistas, fazer com que a cidade cresça ainda mais”, afirmou.