Agência Minas Gerais | Minas Santa 2024: fluxo turístico no estado chega a meio milhão de pessoas e supera expectativa

O fluxo turístico gerado pelo programa Minas Santa 2024 superou as expectativas. 

Cerca de meio milhão de pessoas viajaram por Minas Gerais no período da Semana Santa, número 20% acima do estimado pelo Observatório do Turismo do Estado. 

Quase metade das cidades registrou aumento na movimentação em relação a 2023, com uma alta de pelo menos 50%. 

A segunda edição do Minas Santa reuniu 660 eventos em cerca de 600 cidades participantes do projeto, e posiciona Minas Gerais como o principal destino turístico do país no feriado religioso.  

O programa do Governo de Minas, realizado por meio da Secretaria de Estado de Cultura e Turismo (Secult-MG), também impulsionou a ocupação hoteleira. De sexta-feira a domingo (29 a 31/3), os principais meios de hospedagem das cidades de Ouro Preto, Mariana, Tiradentes, Lavras Novas, São João del-Rei, Congonhas, Santa Bárbara, Caeté, Diamantina e Serro registraram 100% de ocupação, de acordo com pesquisa feita pela Associação Brasileira da Indústria de Hotéis de Minas Gerais (ABIH-MG). 

A movimentação refletiu no Aeroporto Internacional de Confins, que ofereceu quase 90 voos a mais durante a Semana Santa. A concessionária BH Airport estima que 139,1 mil passageiros tenham passado pelo terminal entre 28/3 e 1/4.

Destinos

A histórica Ouro Preto recebeu 35 mil turistas, que puderam aproveitar atrações como as tradicionais procissões do Fogaréu e da Ressurreição, além da feitura dos tapetes devocionais. 

“Todas as expectativas foram superadas. Tivemos a população ouro-pretana como força ativa na Semana Santa, seja no planejamento da festividade religiosa, seja na confecção dos tapetes. Isso demonstra o sentimento de pertencimento para com esse importante momento”, declarou o diretor de Turismo de Ouro Preto, Felipe Henrique Xavier.

O coordenador técnico da Secretaria Municipal de Turismo, Cultura e Patrimônio de Caeté, Pedro Silva Conceição, identificou um claro aumento na procura pela cidade. 

Somente o Santuário Basílica Nossa Senhora da Piedade recebeu, entre quinta-feira e domingo (28 a 31/3), mais de 4 mil visitantes. 

“Nas paróquias históricas e no santuário tivemos o maior público de todos os tempos, além da clara percepção de que muitos turistas, inclusive estrangeiros, foram atraídos”, relatou Conceição.

Além das missas diárias na basílica, dedicada à Padroeira de Minas Gerais, Caeté também contou com encenação da Paixão de Cristo, procissões e sermões. 

Essas e outras celebrações foram divulgadas no Portal Minas Gerais (minasgerais.com.br). 

O catálogo serviu para que turistas mineiros e de todo o país pudessem planejar viagens e aproveitar a diversidade cultural e religiosa do estado, promovendo as cidades mineiras e celebrando o respeito a todas as manifestações de fé.

“A Semana Santa é o grande momento de movimentação turística em Minas Gerais, é a maior celebração que temos aqui e um grande movimento do turismo interno em Minas. Esse fluxo do turismo da fé é muito importante para o estado. Todas as nossas ações na Semana Santa encontram a cultura, desde o patrimônio histórico até o artesanato. Nesse período, temos a união das artes: o teatro, a música, a dança, as artes plásticas, a escultura e a moda”, ressalta o secretário de Estado de Cultura e Turismo de Minas Gerais, Leônidas de Oliveira.