Prefeitura vai restaurar obra de arte ‘Saudação ao Sol’, instalada no Largo da Gameleira

A Prefeitura de João Pessoa vai promover a restauração da obra ‘Saudação ao Sol’, instalada no Largo da Gameleira, na orla de Tambaú. Os seis totens que compõem a escultura serão retirados, na manhã desta sexta-feira (19), pela equipe da Secretaria de Desenvolvimento Urbano (Sedurb). A iniciativa tem a participação da Fundação Cultural de João Pessoa (Funjope).  

“O prefeito Cícero Lucena tem um cuidado todo especial na questão da arte e dos artistas. A Funjope, com essa ação, em parceria com a Sedurb, vai garantir a preservação, a manutenção de uma obra tão importante como a ‘Saudação ao Sol’, que se tornou referência na cidade de João Pessoa, um verdadeiro ícone de referência simbólica da cidade. João Pessoa é uma cidade onde o sol nasce primeiro, então, nada mais importante do que termos uma obra referente a isso”, declarou o diretor executivo da Funjope, Marcus Alves.  

Segundo ele, a obra está bastante prejudicada pela ação do tempo e da maresia. O processo de restauração será acompanhado pelo autor da obra, Erickson Britto, com objetivo de preservar a originalidade da peça. “Nós vamos garantir a manutenção. Essa ação faz parte de um plano da Prefeitura, através da Funjope de restaurar obras públicas, a exemplo do que foi feito com as estatuas de Livardo Alves, Jackson do Pandeiro, poeta Caixa D’água, que estavam destruídas no Centro Histórico. Esse projeto é muito importante pra nós. Então, algo semelhante vamos fazer com a obra Saudação ao Sol”, garante.  

A Sedurb vai promover a remoção do monumento e proceder a sua guarda para um local adequado, visando à segurança. “A licitação para a restauração da obra já foi iniciada e tão logo seja concluída, o monumento será recolocado no local de origem – no Largo da Gameleira, em Tambaú”, afirmou o secretário de Desenvolvimento Urbano, Fábio Carneiro.

Saudação ao Sol – A obra, do artista paraibano Erickson Britto, residente atualmente em Salvador, na Bahia, foi uma das selecionadas no concurso Jackson Ribeiro de arte pública, promovido pela Funjope. A obra representa para o artista o diálogo do homem com o sol, na cidade onde ele nasce primeiro – João Pessoa.